Procrastinação é o que nos faz adiar aquela tarefa, deixar o trabalho para amanhã.

Sim… aquela coisinha chata que não nos deixa ser produtivos

O ato de postergar é algo que todo ser humano faz, procrastinação é algo que já está em nós, ainda que não percebamos.

Seja adiar um telefonema, um compromisso bobo, ou uma ida ao dentista, até apertar o botão da soneca no despertador.

Mas até onde ir “empurrando com a barriga”, não vai ser nocivo a sua vida?

Quando a procrastinação começa a trazer problemas na vida profissional e/ou pessoal, tem de se dar atenção.

Dentre as razões conhecidas por acabarmos sempre procrastinando coisas que tem alguma importância para nós mesmo, independente do preço.

Mesmo sabendo que nos causará estresse, dor de cabeça e medo, são as nossas crenças limitantes.

Na maioria das vezes, de forma totalmente inconsciente, ela nos paralisa.

Faz com que arranjemos toda e qualquer desculpa (umas até bem convincentes), para deixar aquilo para depois.

É algo que se torna automático.

Pode acabar se tornando um padrão comportamental, o “modo procrastinação” fica constantemente ativo.

Geralmente, começa na infância, ou um hábito adquirido ao longo da vida, mas pode se tornar um “vício”.

Esse hábito, pode ser mais leve ou mais intenso, seja direcionado ou em todos os âmbitos.

A questão é que precisa ser cuidado.

Existe muitas formas de mudar seu ritmo de procrastinação.

Uma delas é algo muito interessante e que trás muitos benefícios a sua vida.

Uma reprogramação mental.

Você não vai usar medicamentos ou passar por uma sessão de eletrochoques, mas dominar a si mesmo, usando o autoconhecimento e concentração.

Se manter ativo, de alguma forma, anotar em quadros, agendas, todas as tarefas a serem concluídas e suas respectivas condições e metas.

Se organizar, afinal é muito mais fácil ter disposição e vontade de produzir, quando se tem tudo bem programado e direcionado.

Agora, somente esses tópicos, podem não bastar, de acordo com o nível de procrastinação que você se encontra.

Então, é a hora de procurar um especialista que te ajude a identificar o gatilho que leva a ter toda essa dificuldade de ir a frente e vencer barreiras.

Pode-se procurar diversos procedimentos buscar resoluções..

Existem diferentes tratamentos como Psicoterapia, a Programação Neurolinguística (PNL), as Técnicas de Libertação Emocional (EFT), e a Hipnose.

E qualquer uma delas, exige do indivíduo, a busca pelo autoconhecimento.

Procurando um profissional para te auxiliar nesse processo, e ir atrás e estudar sobre, vai te trazer ótimas melhorias.

Se preferir, primeiro pesquise, estude vá se inteirando e aprofundando sobre esses assuntos, você pode encontrar o ponto de “Start” desse comportamento.

Existem tratamentos na área de hipnoterapia, por exemplo, que auxiliam também nesse processo de você cessar o ciclo de procrastinação.

Na hipnose, se trabalha com indução.

Levar a um estado mental em que a atenção esteja totalmente voltada em reduzir a consciência periférica.

Trabalhar a mente da pessoa a ponto de ficar suscetível a explorar seu interior e encontrar soluções, antes nunca nem imaginadas.

Com a redução do senso crítico, o indivíduo está aberto a sugestões que podem levá-lo a se livrar desse hábito adquirido, usando a própria mente para resolvê-los.

Existem técnicas que ensinam a auto-hipnose. Deve-se procurar por fontes sérias e de confiança.

Encontra-se uma vasta variedades de vídeos, áudio books sobre auto-hipnose disponíveis gratuitamente, bem como cursos, workshops e palestras sobre o tema.

Mas vale a busca, pois o tempo passa, e você não pode ficar sentado vendo seu sonho ir sendo adiado cada vez mais.

Só você pode mudar a sua situação. Acredite, você pode muito mais do que imagina, só não pode se permitir parar.

Seja você o dono do seu destino, não deixe que você seja seu maior inimigo, busque ser sua melhor versão!